Número total de visualizações de página

domingo, 29 de junho de 2014

Esparsa ao desconcerto do mundo

Esparsa ao desconcerto do mundo

Os bons vi sempre passar
No mundo graves tormentos;
E para mais me espantar,
Os maus vi sempre nadar
Em mar de contentamentos.
Cuidando alcançar assim
O bem tão mal ordenado,
Fui mau, mas fui castigado:
Assim que, só para mim
Anda o mundo concertado.

L.V. de Camões

Sem comentários:

Enviar um comentário