Número total de visualizações de página

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Lições de Mishima aos jovens samurais

'' A arte pertence a um sistema que resulta sempre inocente enquanto que a acção política tem como princípio fundamental a responsabilidade. E dado que a acção política valoriza-se sobretudo tendo em conta os resultados, é possível admitir nela também uma motivação egoísta e interessada, sempre que conduza a bons resultados; se, pelo contrário, uma acção inspirada num princípio altamente ético leva a um resultado atroz, não exime de o assumir a quem tenha cumprido as responsabilidades que lhe correspondem. O problema é que a situação política moderna começou a actuar com a irresponsabilidade própria da arte, reduzindo a vida a um concerto absolutamente fictício; transformou a sociedade num teatro e ao povo numa massa de espectadores, e, em definitivo, é a causa da politização da arte; a actividade política já não alcança o nível do antigo rigor do concreto e da responsabilidade. ''

Yukio Mishima, Lições espirituais aos jovens samurais






sábado, 25 de fevereiro de 2012

René Guénon sobre o fim do mundo

'' Alguns sentem confusamente o fim iminente de qualquer coisa de que não podem definir exactamente a natureza e o alcance; é necessário admitir que eles têm uma percepção muito real, embora vaga e sujeita a falsas interpretações ou a deformações imaginativas, visto que, qualquer que seja esse fim, a crise que deve forçosamente aí conduzir é bastante visível,e que numerosos sinais não equívocos e fáceis de constatar conduzem todos de modo concordante à mesma conclusão. Este fim não é, sem dúvida, o «fim do Mundo», no sentido total em que alguns o querem entender, mas é, pelo menos, o fim de um mundo; e se o que deve acabar é a civilização ocidental sob a sua forma actual, é compreensível que aqueles que se habituaram a nada mais ver que esteja fora dela, a considerá-la como a «civilização» sem epíteto, julguem facilmente que tudo acabará com ela, e que, se ela desaparecer, será realmente o «fim do Mundo» ''.

Rene Guénon ' A Crise do Mundo Moderno ', Vega, 1998




sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Marble flowers

Marble flowers                                                                  

These flowers behind the wall
Tell stories not heard at all
Of marble and blood are made
With yearning your peace i gave

Destroy the fears you create
Release yourself from this jail
Raise your hands to the sky
When you die no one will cry

N. Afonso, 25.11.2011





quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

' Rica Galllaecia ' - Sobre o povo galaico-duriense

' Para quem tem consciência étnica, é bem claro que o Minho, a par da raia transmontana, não é uma fronteira. O espaço galaico-duriense constitui um corpo étnico nascido da unidade geográfica e da natureza das raízes do povo castrejo. A Galiza e o norte de Portugal constituem  um único território, o berço da terra mais antiga da Península. O  'etnos ' e a unidade espiritual deste povo foram a forja da expressão cíclica e ritual dos costumes de aquém e além-Minho. O Homem galaico-duriense faz parte de um grupo natural esculpido pelas forças da terra e da magia na alvorada dos tempos. '

Excerto da letra da música ' Rica Gallaecia ', do álbum ' Troadouro ' dos Sangre Cavallum


terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

' Os doze Césares '

Escrito por Suetónio, do qual pouco sabemos, esta é uma biografia clássica dos primeiros Imperadores de Roma. Começando por Júlio César, apesar deste não ser 'oficialmente' considerado Imperador, passando pelo seu sucessor Augusto e terminando em Domiciano, este livro prima pela não só pela descrição física e moral dos Imperadores mas também pelas políticas económicas, culturais e sociais levadas a cabo por cada um deles, na medida em que isso foi possível ao autor, baseando-se para isso nos documentos que possuía e por vezes também em testemunhas vivas. Notável pelo rigor e detalhe dos factos, esta biografia leva-nos ao tempo dos ritos antigos da Roma Imperial, das batalhas das legiões e também da vida privada dos Imperadores, dos seus problemas mais pessoais, das suas fraquezas e forças e também de algumas das suas loucuras. Está publicado na Assírio & Alvim.


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

'Cosmocrátor', por Giovanni Papini

                                                           

' Receio ter-me enganado no planeta. Estamos muito apertados aqui. Não há bastante lugar para mim.
     Ou enganei-me, talvez, no século. Os meus verdadeiros companheiros morreram há milhares de séculos, ou estão, ainda, por nascer.
    O facto é que, por toda a parte, me sinto estranho e mortificado. A Terra é um punhado de esterco ressequido e de urina verde, a que se dá a volta em poucas horas, e, amanhã, em poucos minutos. E não há ocupações adequadas e dignas de uma pessoa que sinta dentro de si os apetites e as fantasias de um titã.
    Penso, às vezes, que a Ásia podia ser a minha feitoria, a África o meu campo de caça ou o meu jardim de Inverno, a América do Norte a minha fábrica, com as administrações anexas, a do Sul, os pastos para os meus rebanhos, a Europa o meu museu e a minha villa de descanso. Mas seria sempre uma maneira mesquinha de viver. Ter o Atlântico como piscina, o Pacífico como pescaria, o Etna como estufa, tomar duches sob o Niágara, possuir a Austrália como jardim zoológico e o Sáara como terraço para os banhos de Sol, são coisas que pareceriam, às estúpidas criaturas que se alojam nesta esfera de quinta grandeza, portentosas ou monstruosas.
    Para mim, contudo, desejaria um pouco mais. Ser o Cosmocrátor supremo, o director da vida universal, o engenheiro-chefe do teatro do Mundo, o grande prestidigitador das terras e dos mares: esta seria a minha verdadeira vocação. Não podendo, porém, ser Demiurgo, a carreira de Demónio é a única que não desonra um homem que não faz parte do rebanho.
    Se pudesse, por exemplo, desencadear a fome num Continente, fragmentar em repúblicas de S.Marino e de Andorra um Império, destruir uma raça, separar a Europa da Ásia por meio de um canal desde o mar de Kara ao Cáspio, obrigar todos os homens a falar e a escrever uma só língua, creio que, por dois ou três anos, conseguiria fazer desaparecer o meu perpétuo aborrecimento.
    Ser-me-ia agradável também ter em minha casa, sob as minhas ordens, um Presidente da República como dactilógrafo, um rei qualquer como motorista, uma rainha destronada como cozinheira, o Kaiser como jardineiro, o Mikado como porteiro e, sobretudo, ter ao meu serviço, como ídolo doméstico e falante, um Dalai-Lama, isto é, um Deus vivo. Com que volúpia eu descarregaria sobre esses grandes reduzidos a escravos a desesperação da minha insuportável pequenez! '

Giovanni Papini 'Cosmocrátor', em ' Gog '


 

Mapa das bases militares dos Estados Unidos da Turquia ao Paquistão

Quem ameaça quem no Médio-Oriente?


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Unfinished journey

                                                            Unfinished journey

Close the doors in your darkest room
Open your eyes when the stars gloom
Put on your best pair of boots
And climb up to the highest mountains

Stay there for a while and just be silent
Or you can drink some water in the purest fountains
Cross those dusty roads into the valley
Oh! What a relief when around the fire

Life is so brief, death you shall embrace
Your work is not finished, do not sleep
If you fail to do it will anybody weep?

N. Afonso, 13.12.2011







Moisés e o chá

Como é que Moisés faz o chá?

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Confundir liberais e direitistas


Julius Evola sobre como ' cavalgar o tigre '

' Deve-se cortar toda a ligação com o que está destinado a desaparecer a longo ou curto prazo . O problema será então o de manter uma direcção geral sem se apoiar em nenhuma forma dada ou transmitida, incluindo as do passado, que são autenticamente tradicionais mas que pertencem já à História. A continuidade não poderá ser mantida senão num plano por assim dizer existencial, ou, mais precisamente, sob a forma de uma orientação íntima do ser juntamente com a maior liberdade exterior. '

Julius Evola ' Cavalgar o tigre '


Leif Erikson, o primeiro Europeu na América

Leif Erikson, por Howard David Johnson


sábado, 11 de fevereiro de 2012

'Regard camouflage', do novo álbum de Dernière Volonté

'Regard camouflage', do novo álbum acabado de sair 'Ne te retourne pas', de Dernière Volonté, banda a solo de Geoffroy D.

As prioridades de Obama

Para que não restem dúvidas em relação às prioridades da Administração Obama eis o que o Presidente dos Estado Unidos disse recentemente: ' My number one priority continues to be the security of the United States, but also the security of Israel '.



sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

'O Império Celta'

Escrito num estilo relativamente acessível por Peter Berresford Ellis, este livro conta a História Celta desde 1000.a.C. até 51.d.C. e mostra-nos também como este povo chegou a dominar o mundo antigo, desde a Turquia à Península Ibérica, desde a Irlanda à Bélgica e da Itália à Grécia mais a Sul. O saque de Roma, as invasões da Grécia, as batalhas da Gália e a sua presença no Egipto são também retratados, para além do seu modo de vida tribal, quer na ilhas britânicas quer na parte continental da Europa. Está publicado em Portugal pelas edições Zéfiro.

'Saudação', por Ezra Pound

Saudação

'Oh geração dos afectados consumados
e consumadamente deslocados,
Tenho visto pescadores em piqueniques ao sol,
Tenho-os visto, com suas famílias mal-amanhadas,
Tenho visto seus sorrisos transbordantes de dentes
e escutado seus risos desengraçados.
E eu sou mais feliz que vós,
E eles eram mais felizes do que eu;
E os peixes nadam no lago
e não possuem nem o que vestir.'

(Tradução: Mário Faustino)

Ezra Pound

.


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Overcome

                                                                     Overcome

Freeze- Just like a block of ice
Melt- In the depths of earth
Burn- In the flames of truth
Understand- You've lost your youth
Crawl- It doesn't feel that nice
Crush- Feel the power inside
Love- No strength is enough
Resist- Your struggle is mine
Conquer- And the rest will be fine


N.Afonso, 25.11.2011


Mapa do roubo de terras na Palestina (1946-2008)

Roubo de terras por parte de Israel (desde 1946 a 2008)




quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Pinturas com 42 mil anos encontradas numa gruta perto de Málaga

Seis Pinturas com cerca de 42 mil anos encontradas nas grutas Nerja, na região de Málaga, (Andaluzia) Espanha. As pinturas datam da época do Homem do Neanderthal. Mais informações aqui: http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2097869/The-oldest-work-art-42-000-year-old-paintings-seals-Spanish-cave.html

Espectaculares imagens da Terra vista do Espaço


As nossas fronteiras

' Nós não escapamos às nossas fronteiras ou ao nosso ser mais íntimo. É verdade que podemos ser sempre transformados, mas caminharemos sempre dentro das nossas fronteiras, dentro do nosso círculo marcado.'
(Ernst Junger)                              




Ernst Junger em 1948
 

Barão Von Ungern-Sternberg, o deus da guerra

Roman Von Ungern-Sterberg
Música: Ordo Rosarius Equilibrio 'Do angels never cry and heaven never fall'

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Carnaval à porta: Olha as velhas tradições, Passos

Caretos de Podence (Macedo de Cavaleiros, distrito de Bragança) envergando o traje típico feito de lã e as habituais máscaras.




O memorando ou a Bíblia de Passos

Este PM, mais liberal do que os liberais e mais papista do que o Papa, e que tem tanta consideração pelo memorando da chamada 'troika' como o Papa pela Bíblia ou um muçulmano devoto pelo Alcorão, diz aos Portugueses que sejam menos piegas e que esqueçam as velhas tradições porque segundo ele, (marioneta nas mãos dos usurários da finança mundial) quer é que Portugal trabalhe para assim poder pagar a gigantesca dívida que já ascende equivalente a 110% do PIB nacional. E ainda espera 'poder voltar aos mercados' em finais de 2013.. Ai os mercados, os mercados...


América não Americana


domingo, 5 de fevereiro de 2012

The truth lies above

The truth lies above

See those swans so quiet in the lake
If we wanted to put an end to this world
What would it take?

Has a flower the power of a bomb?
Or is a pen so strong as a sword?
Be aware, is this life unfair?

Do not discuss when there is no reason
Truth and loyalty above all things
Bravery and honour when the rooster sings
Don't lose yourself in dreadful dreams

N.Afonso, 13.12.2011





Ezra Pound

Ezra Pound by Borislav Prangov, oil on canvas, 55x46cm. (2010)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Novo álbum de 'A Naifa'

'Não se deitam comigo corações obedientes' é o título do quarto álbum de originais da banda 'A Naifa', o primeiro desde a morte de João Aguardela, (em 2009) um dos seus fundadores. O álbum começa a ser apresentado em Arcos de Valdevez a 2 de Março e no dia seguinte no Theatro Circo em Braga. O trabalho tem 11 temas, compostos a partir de textos de autoras Portuguesas e estará à venda em cd e vinil nos concertos do grupo, estando disponível nas lojas a partir de Março.

Pintura- Howard David Johnson

Howard David Johnson- O Rei Artur e o Santo Graal

'Revolta'

'Revolta contra o mundo moderno', o texto fundamental para melhor se compreender Evola e que foi inicialmente publicado em 1934. Dividido em duas partes: 'O mundo da Tradição' e 'Génese e fisionomia do mundo moderno' na primeira parte aborda conceitos como realeza, lei, Estado, Império, rito, iniciações, cavalaria, jogos e vitória, homem e mulher... Na segunda aborda temas como a doutrina das quatro idades, idade de ouro, hiperbórea, tradição e anti-tradição, Idade Média gibelina, regressão das castas, nacionalismo e colectivismo, Rússia e América, entre outros.

 Publicado em Portugal pela editora D.Quixote em 1989 não está já disponível no seu catálogo, havendo a hipótese de o adquirir na versão brasileira, noutras línguas ou em formato 'pdf'.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Nem esquerda nem direita

Nos dias de hoje, ao contrário do que antes acontecia, já faz pouco sentido utilizar os termos esquerda e direita para definir determinado pensamento político. Hoje, acima de tudo, a separação faz-se entre os que estão (consciente ou inconscientemente) com o sistema do pensamento único, do nivelamento por baixo, da globalização económica, do capitalismo apátrida e de tudo o que faz parte da chamada Nova Ordem Mundial e os que se lhe opõem. Hoje, ao contrário de outrora, mais do que de esquerda ou direita, há os defensores do sistema e os que lutam contra ele.


Confusões


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Os três dogmas

Os três dogmas do nosso tempo:
Dogma político- A democracia. Segundo consta, é o melhor regime político que existe e alguma vez existiu, (seja nas suas formas republicanas de inspiração laica e liberal, isto é, com origens na Revolução Francesa ou nas suas formas ditas monárquicas mas que de monarquia só lhes resta o nome) e quem puser isso em causa é nazi ou fascista.
Dogma histórico- Holocausto dos judeus durante a segunda guerra mundial. A versão oficial, ensinada aos alunos nas nossas escolas, diz que morreram 6 milhões de judeus nesta guerra e ninguém pode ter a menor dúvida em relação a isso. Declara também que Hitler foi o pior dos piores ditadores de todos os tempos e quem quer que seja que ouse discordar ou investigar por outras fontes 'não oficiais' da história sujeita-se a ser enxovalhado, difamado e perseguido judicialmente, para além de ser também aqui acusado de nazi e fascista, mesmo que a pessoa em causa até seja judaica e com familiares que estiveram nos campos de concentração(ver caso do historiador americano de origem judaica Norman Finkesltein). São inúmeros os casos desse tipo.
Dogma científico- Aquecimento global. Segundo certos cientistas, Al Gore e a gente do IPCC, é um facto indesmentível, que niguém pode questionar, causado pelo Homem e não por fenómenos naturais. Quem ponha isso em dúvida, quer seja um cientista do clima ou um simples ignorante dessas matérias  é descredibilizado, ignorado, ofendido ou caluniado de várias formas.
 E quem puser em causa estes 3 dogmas fundamentais o que será então considerado? Um excomungado, um herético ou um louco?

N.Afonso

'Little glidding'

'Nunca deixaremos de explorar
E o fim das nossas explorações
Será chegar onde começámos
E conhecer o lugar pela primeira vez'

T.S.Eliot 'Litle glidding' in Collected Poems