Número total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Omar Khayyam - Rubayat


                                                        Omar Khayyam(Pérsia, 1048-1131)



Rubayat (Alguns poemas)


O vasto mundo: grão de areia no espaço.
A ciência dos homens: palavras. Os povos,
os animais, as flores dos sete climas: sombras.
O profundo resultado da tua meditação: nada.


Os sábios mais ilustres caminharam nas trevas da ignorância, 
e eram os luminares do seu tempo.
O que fizeram? Balbuciaram algumas frases confusas,
e depois adormeceram cansados.


Mestres e sábios morreram
sem se entenderem sobre o Ser e o Não Ser.
Nós, ignorantes, vamos apanhar as tenras uvas; 
que os grandes homens se regalem com as passas.


Rosas, taças, lábios vermelhos:
brinquedos que o Tempo estraga;
estudo, meditação, renúncia:
cinzas que o Tempo espalha.


(Tradução de Alfredo Braga)

terça-feira, 24 de abril de 2012

Leis de Ricardo I (Coração de Leão) sobre os Cruzados que partiam para o mar-1189 d.C.


(Tradução minha)

''Ricardo, Rei de Inglaterra pela Graça de Deus, e Duque da Normandia e Aquitânia, e Conde de Anjou, a todos os seus súbditos que estão para  partir para Jerusalém através do mar, vos saúdo. Saibam que nós, pelo conselho comum dos homens justos, fizemos as leis que vos são dadas. Quem quer que mate um homem a bordo será atado ao morto e atirado ao mar. Mas se ele o matar em terra, ele será atado ao morto e enterrado em terra. Se alguém, no entanto, for condenado por testemunhas legítimas de haver lançado uma faca contra outrem, ou de o ter atingido de modo a fazê-lo sangrar ficará sem a mão. Mas se o atingir com o punho sem o fazer sangrar, será mergulhado no mar três vezes. Mas se alguém vituperar ou insultar um camarada ou se o acusar de odiar Deus: pagará tantas onças de prata tantas quantas vezes o haja insultado. Um ladrão, além do mais condenado por roubo, será tosquiado e derramar-lhe-ão alcatrão a ferver sobre a sua cabeça e sacudir-lhe-ão penas de almofada também sobre a cabeça- de modo a que seja tornado público; e na primeira terra onde o navio atracar ele será lançado à costa. Na minha própria presença em Chinon.''

Fonte: Henderson, Ernest F.
Select Historical Documents of the Middle Ages

Mapa Mitológico do Mundo-II

Primordia/Eden/Agartha


Antillia/Hespérides


Mapa Mitológico do Mundo-I

Hipérborea/Thule/Valhalla




Ourania/Utopia/Monte Meru


domingo, 22 de abril de 2012

Parlamento secreto Judaico em Bruxelas




A Máfia sionista internacional cria um parlamento próprio em Bruxelas. Esta é uma das notícias que os órgãos de informação vão, como de costume, silenciar.

sábado, 14 de abril de 2012

Folhas Caducas





Folhas caducas


Caem como folhas caducas
Máscaras e vaidades mundanas
Brilham ao longe, no silêncio
Da multidão afastadas
Nobres virtudes, antes secretas
Na hora certa relembradas

N. Afonso, 9.04.2012

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Ainda sobre o liberalismo totalitário

'' Por outras palavras, existe um liberalismo totalitário. Se esta expressão parece ser um oxímoro, ela mostra o quanto fomos treinados de modo a dissociarmos liberalismo de qualquer lufada de totalitarismo. Os nossos critérios para julgar o que é o totalitarismo (ideias extremas, campos de concentração, polícia secreta, o culto da masculinidade, a veneração do Estado) são, como que por acaso, os critérios que amigavelmente excluem todos os prováveis métodos liberais do exercício de poder. ''
 
 Michael Walker, '' Against all totalitarianisms '', The Scorpion, nº10, Autumn 1986( Tradução minha)

terça-feira, 10 de abril de 2012

Força e violência em Vilfredo Pareto

Vilfredo Pareto




'' Não podemos confundir violência e força. A violência acompanha habitualmente a fraqueza. Podemos ver indivíduos e classes, que, tendo perdido a força para se manterem a si próprios no poder, se tornam mais e mais odientos, recorrendo à violência indiscriminada. Um homem forte ataca apenas quando é absolutamente necessário- e nada o pára. Trajano era forte mas não violento; Calígula era violento mas não era forte. ''

E escreve mais adiante: '' Todos os povos aterrorizados pelo sangue ao ponto de já não saberem defender-se a si mesmos mais tarde ou mais cedo tornar-se-ão presas de outros povos belicosos. Não há talvez um palmo de terra no planeta que não haja sido conquistado pela espada, ou onde os povos a ocuparem essa terra não se tenham lá mantido pela força. Se os Negros fossem mais fortes do que os Europeus seriam eles a dividir a Europa e não os Europeus a dividirem África. O alegado 'direito' com os quais os povos se arrogaram a si próprios o título de 'civilizados' para conquistarem outros povos a quem se acostumaram a chamar de 'incivilizados' é absolutamente ridículo. Pelo contrário, esse direito não passa de força. Enquanto os Europeus forem mais fortes do que os Chineses, eles impor-lhes-ão a sua vontade, mas se os Chineses se tornarem mais fortes do que os Europeus, estes papéis inverter-se-ão... ''

Vilfredo Pareto ' Les systèmes socialistes ' ( Tradução minha)

sábado, 7 de abril de 2012

Liberalismo totalitário

O liberalismo, ao intrometer-se em todos os domínios da vida humana e ao subordiná-la unicamente à esfera puramente económica da actividade social, torna-se deste modo totalitário, sendo por isso desprezível e, consequentemente, nosso inimigo.




quarta-feira, 4 de abril de 2012

Ovídio e as Quatro Idades

' De ouro foi a primeira Idade, quando a fé e a justiça se mantinham pelo livre arbítrio e não pela lei, ameaça ou vingança. Corriam rios de leite e rios de doce néctar, e o mel era extraído de carvalhos verdejantes.
  Depois de Saturno haver sido expulso para o obscuro reino da morte, e de o mundo estar sob a influência de Júpiter, a raça de prata chegou, pior do que a de ouro, mas melhor do que bronze amarelado.
  Então, depois disto, a terceira chegou, a raça de bronze, de índole mais severa e mais rápida a pegar em armas, mas não ainda ímpia.
  A Idade de ferro veio no fim. De uma vez, todo o mal irrompeu nesta era desprezível: a modéstia, a verdade e a fé abandonaram a terra, e em seu lugar apareceram as artimanhas e conspirações,a violência e a amaldiçoada ganância pelo lucro. O convidado não estava a salvo do anfitrião, nem o sogro do genro; o amor  escasseava, mesmo entre irmãos. O marido ansiava pela morte da sua esposa e ela pela do seu marido. A devoção foi derrotada, e o último dos imortais abandonou a terra encharcada de sangue.
  Quando o filho de Saturno observou isto do seu elevado trono gemeu, e concebeu na sua alma uma poderosa fúria digna de Júpiter e reuniu os deuses em concílio. '

Ovídio ' Metamorfoses' ( Tradução minha)



Ovídio