Número total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Os memoráveis lugares do sonho

Os memoráveis lugares do sonho

O crocitar dos corvos
Rompe o silêncio sepulcral

E a mística boda alquímica,
A união perpétua do Sol e da Lua,
Está já consumada.

Juntam-se os pólos opostos
Na imensa comunhão divina,
Onde não cessa a celestial melodia

Virá porventura alguém acordar
Os aflitos que dormem
Ou os vencidos que alastram
Pelos campos intactos
Da imaculada solidão?

A névoa cobre tudo:
Sonhos e pretensão

Ora! Não terminou ainda
A procissão dos últimos
Nem o hastear das bandeiras
Que ondulam sobre os penedos

Haja aí um querer,
Além onde soçobram as multidões,
Impelido pelo triunfante vôo das águias
Que vêem onde mais ninguém vê
E se empoleiram onde ninguém
Ousa algum dia repousar.

N. Afonso